ilu_nos_cont.gif (13483 bytes)

transp.gif (43 bytes)


separa_menu.gif (81 bytes)separa_menu.gif (81 bytes)separa_menu.gif (81 bytes)separa_menu.gif (81 bytes)
transp.gif (43 bytes)







mold_linha_sup.gif (274 bytes)


ilu_mae_santo.gif (20698 bytes)tit_mundos.gif (1084 bytes)
MÃES DE SANTO
Por Luciana Costa

Você sabia que a mulher já comanda uma religião? Ao contrário do que acontece nas outras religiões, no candomblé a mulher é a grande sacerdotisa.

O candomblé tem origem nas sociedades africanas. As mulheres, respeitadas na comunidade negra e com mais poder econômico do que o homem, foram também as primeiras a abrir terreiros e a assumir papéis de importância na hierarquia religiosa, em meados do século XIX, uma tradição que se mantém até hoje.

Para ser adepta à religião, é preciso passar por uma iniciação que é longa e a hierarquia muito rígida, o que dá ainda mais poder à mãe de santo. Para fazer parte desse clero não basta querer, é preciso ser indicado pelo orixá (deus), que se manifesta no futuro filho-de-santo, de surpresa, normalmente durante uma festa religiosa.

Na África existem muitos orixás, mas aqui no Brasil eles foram reduzidos e apenas doze deles são mais cultuados, conheça agora a história de cada um desses deuses:

EXU é o mensageiro entre os homens e os deuses, todas as cerimônias começam com uma louvação a ele.

OGUM é o deus da guerra.

OXÓSSI ou ODÉ é o senhor da caça, da fartura e das colheitas e o grande patrono do candomblé brasileiro.

OSSAIM orixá das folhas, da vegetação. É a entidade que governa o emprego medicinal das ervas ou sua utilização na magia.

OXUMARÊ é deus do arco-íris, transporta a água entre o céu e a terra.

OMOLU ou OBALUAÊ é o deus da varíola, da peste, das doenças da pele.
OXUM deusa das águas doces, do ouro, da fecundidade, do jogo de búzios e do amor.

OIÁ ou IANSÃ é senhora das tempestades.

XANGÔ deus do trovão e da justiça.

NANÃ dona da lama com a qual foram modelados os homens, é o orixá feminino mais velho.

IEMANJÁ é considerada a mãe dos orixás, é também a deusa dos mares e oceanos.

OXALÁ é o orixá que criou os homens, tem o status de pai dos orixás.

Portanto, o poder religioso da mãe-de-santo extrapola os limites do terreiro. Na periferia, ela é ponto de referência e tem uma função social muito importante. Nos terreiros freqüentados pela elite, não raro as mães-de-santo utilizam o poder dos seus clientes em benefício próprio ou da comunidade.

16/01/2001 - Paisagismo Oriental
09/01/2001 - Dote
21/12/2000 - Os Mistérios Da Dança Do Ventre




mold_linha_inf.gif (284 bytes)