ilu_nos_cont.gif (13483 bytes)

transp.gif (43 bytes)

separa_menu.gif (81 bytes)separa_menu.gif (81 bytes)separa_menu.gif (81 bytes)separa_menu.gif (81 bytes)
transp.gif (43 bytes)







mold_linha_sup.gif (274 bytes)


foto_elas_03.gif (12547 bytes)tit_elas.gif (846 bytes)
AUDREY HEPBURN
Por Raquel Silveira

O título do filme Bonequinha de Luxo caiu como uma luva em Audrey Hepburn. Era a imagem que essa belga nascida no dia 4 de Maio de 1929, na cidade de Bruxelas, passava para o mundo. Com um rosto angelical e um ar desprotegido, Audrey encheu as telas de cinema de elegância. Mas, engana-se, quem pensa que Eva Van Heemstra Hepburn - Ruston era uma mulher frágil. Muito pelo contrário, ela era muito forte. Tanto que depois de passar uma infância e adolescência muito difíceis deixou seu país para tornar-se atriz em Hollywood (ousadia para poucas!!) Ela e sua família foram vítimas da 2ª Guerra Mundial. Nessa época, essa mulher espetacular, chegou a passar fome.

Mas nada disso apagou o brilho dos grandes olhos castanhos. Olhos que fizeram muitos outros revirarem quando ela passava!! Nem mesmo a magreza excessiva tirou a beleza de Audrey. Muito pelo contrário, essas características foram o diferencial dessa bela mulher. Naquele tempo, imperavam as "loironas" com corpos esculturais!! Definitivamente, Audrey não pode ser comparada às estrelas de sua época. Na verdade muitas não chegaram nem aos seus pés. Culta, simples e avessa ao glamour, ela foi mais que uma atriz. Foi um ícone. Defensora de causas humanitárias ajudou as crianças pobres da América do Sul e África. Nomeada mais tarde embaixadora da Unicef. Era freqüente ver Hepburn fazendo visitas pela Etiópia.

A estréia em Hollywood ocorreu, em 1953, com o clássico A Princesa e o Plebeu. Com esse longa-metragem Hepburn ganhou o Oscar de melhor atriz daquele ano. Outras indicações também vieram com os filmes Uma Cruz a Beira do Abismo, Bonequinha de Luxo e Um Clarão nas Trevas. Apesar da carreira bem –sucedida após o nascimento dos filhos, Hepburn abandonou o cinema.

O retorno, em grande estilo, só foi acontecer nove anos depois. Novamente Hepburn estava em um filme que era a sua cara: ela representou um anjo em Além da Eternidade. O filme encerrou a carreira de uma das mais brilhantes atrizes de Hollywood. Aos 63 anos, vítima de câncer, o mundo chorou a ausência de umas das mais belas e refinadas mulheres de que se tem notícia.

06/02/2001 - Maria Bonita
15/01/2001 - Chiquinha Gonzaga
05/12/2000 - Jacqueline Kennedy Onassis




mold_linha_inf.gif (284 bytes)